Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

Buscar  
Nossa Cidade

DADOS GERAIS

Sua economia é baseada na agricultura, pecuária e no comércio local. Possui duas universidades particulares: a Universidade da Região da Campanha e o Instituto de Desenvolvimento Educacional do Alto Uruguai/Anglo-Americano7 ; uma universidade federal, a Universidade Federal do Pampa; um instituto federal, o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-rio-grandense8 e a Universidade Estadual do Rio Grande do Sul.
É marcante no município, desde sua fundação, a presença do Exército, por ser cidade de fronteira: é sede da 3ª Brigada de Cavalaria Mecanizada e, atualmente, conta com quatro quartéis e um hospital militar (que atende toda a região), para além de uma unidade da Justiça Militar. Bagé é conhecida pela Festa Internacional do Churrasco, a maior festa deste tipo no Brasil, por onde circulam cerca de 60 000 pessoas em quatro dias de duração.
Paralelamente, acontece a festa campeira, que está em sua 3ª edição.
Bagé é mormente conhecida pela Semana Crioula Internacional, que ocorre sempre no mês de abril, com grande competição de gineteadas. É sede, também, da exposição-feira rural mais antiga do país, a Expo-feira de Bagé, que no ano de 2010 realizou a sua 98ª edição. Promove também grandes leilões de cavalos da raça "puro sangue inglês", criados nos vários haras da região, os melhores do Brasil, segundo os especialistas.
Acorrem a esses leilões turfistas brasileiros e principalmente estrangeiros, que levam os melhores produtos pagos a alto preço. Assim, Bagé é uma grande exportadora de cavalos de corrida, trazendo divisas para o Brasil.

DEMOGRAFIA

Em 2010, Bagé possuía 116 794 habitantes e uma densidade demográfica de 28,52 hab/km² em 2008. Esta população divide-se entre a zona urbana e a zona rural da cidade, sendo que a população urbana (em 2010) era de 97 765 habitantes e a população rural (também em 2010) atingia a marca de 19 029 habitantes, sendo que a taxa de urbanização é de 83,70%.
Em 2000, a expectativa de vida ao nascer era de 70,68 anos e o coeficiente de mortalidade infantil era de 7,78 em 2008.
O índice de desenvolvimento humano de Bagé, em 2010, era de 0,895. Segundo a classificação do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), o município está entre as regiões consideradas de alto desenvolvimento humano. A taxa de analfabetismo no município (até 2010) era de 4,93 por cento.



-
Previsão do tempo

-
No Ar
MANHÃ DIFUSORA
Peça sua Música


Nenhuma pedido cadastrado




Contatos: (53) 3242 5211 (53) 3241 2069 - WhatsApp: (53) 9 9901 8258
Copyright (c) 2017 - Rádio Difusora - Bagé RS - Todos os direitos reservados