Rural

Publicada em 29/03/17 às 22:16h
Embrapa e Senar realizam workshop para técnicos do BPA

Rádio Difusora - Bagé RS


 (Foto: Manuela Bergamim)
Repartir experiências e habilitar novos técnicos para atuar no Programa Boas Práticas Agropecuárias (BPA) em bovinos de corte. Este foi o objetivo do Workshop do BPA, realizado nos dias 23 e 24/03, na Embrapa Pecuária Sul. Esta capacitação é uma atividade realizada periodicamente para nivelar conhecimentos de profissionais que trabalham na assistência técnica aos pecuaristas. A Embrapa Pecuária Sul é a responsável pelo BPA em bovinos de corte em toda a região Sul do Brasil e atua em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar-RS) no desenvolvimento do Programa.

O programa BPA visa identificar pontos críticos que limitam a produtividade e competitividade dos sistemas produtivos. Além disso, busca disponibilizar tecnologias para promover o aumento da renda e a conquista de novos mercados. Inicialmente, o Programa foi implementado na região Centro-Oeste, em 2004, e no estado gaúcho, em 2008, em um projeto-piloto dos produtores dos Campos de Cima da Serra (Aproccima).

Durante o evento, em que se buscou também explanar as experiências vividas por técnicos que acompanham o andamento do Programa em algumas propriedades gaúchas, foram debatidos os principais temas vinculados ao programa. Um de seus objetivos é a implantação de protocolos que buscam a sustentabilidade econômica, social e ambiental nas propriedades rurais. Estas aderem ao Programa de maneira voluntária, por meio dos sindicatos rurais de cada município. Após a adesão ao BPA, os proprietários rurais passam por treinamentos e consultorias realizadas pelo Senar. Estas atividades, inclusive, são um diferencial para os pecuaristas gaúchos, pois é somente no Rio Grande do Sul que elas ocorrem. 

Após a implantação das melhorias apontadas pelo BPA em Bovinos de Corte na propriedade, a Embrapa e o Senar emitem um laudo de implantação de Boas Práticas Agropecuárias, com dois anos de duração, que atesta sua adequação ao Programa. Para o Senar e a Embrapa, no entanto, a principal vantagem para o pecuarista em aderir ao Programa é a organização da propriedade da porteira para dentro.

"As propriedades que adotam o BPA em Bovinos de Corte Sul comunicam isso para a sociedade, mostrando que a pecuária é feita ali respeitando questões ambientais sociais, com foco no produto final de qualidade", enfatiza a Chefe de Transferência de Tecnologia da Embrapa Pecuária Sul, Estefanía Damboriarena. Para tanto, tais propriedades precisam se submeter a avaliações e auditorias que as colocam em distinção.




-
Fan Page

Contatos: (53) 3242 6471 - (53) 3241 2069 - WhatsApp: (53) 9 9901 8258
Copyright (c) 2018 - Rádio Difusora - Bagé RS - Todos os direitos reservados