Rural

Publicada em 13/09/16 às 16:39h
Banco do Brasil facilita renegociação das dívidas dos arrozeiros

Rádio Difusora - Bagé RS


O Banco do Brasil, a partir da segunda, 12 de setembro, começou a adotar novos parâmetros para as renegociações das dívidas dos produtores de arroz atingidos pelos excessos de chuvas na última safra.

O assunto, pauta de vários encontros articulados pelo deputado federal Afonso Hamm com o ministro da agricultura, Blairo Maggi e dirigentes da instituição financeira, além de representantes do setor arrozeiro e produtores, foi discutido novamente durante a Expointer, onde o setor orizícola reivindicou a desburocratização das renegociações que até o momento estavam paralisadas.

O Banco do Brasil adotou medidas coerentes com o fluxo de caixa dos produtores que tiveram perdas, lançando normativa com o objetivo de agilizar e tornar menos burocrática as renegociações que estavam até então paralisadas.

De acordo com a normativa enviada às agências, aos produtores que perderam entre 10% e 25% da produção será necessária uma entrada de 40% do valor do financiamento e parcelamento em três anos. Já para quem perdeu de 26% a 50%, serão 25% de entrada e o restante em quatro anos. E quem perdeu acima de 50% da sua safra, que foi grande parte dos produtores do Rio Grande do Sul, terá parcelamento direto em cinco anos.




-
Fan Page

Contatos: (53) 3242 6471 - (53) 3241 2069 - WhatsApp: (53) 9 9901 8258
Copyright (c) 2018 - Rádio Difusora - Bagé RS - Todos os direitos reservados