PARTICIPE 53 9 9901 8258

NO AR

A VOZ DO BRASIL

www.difusorabage.com.br

Rural

Estimativas iniciais indicam aumento de produção para próxima safra de verão gaúcha

Publicada em 30/08/16 as 20:31h por Rádio Difusora - Bagé RS


Compartilhe
   

Link da Notícia:

 (Foto: Kátia Marcon/Emater-RS)
A Emater/RS-Ascar divulgou nesta terça-feira (30/08), na 39ª Expointer, no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio, as estimativas iniciais de área a ser plantada, produtividade e produção esperada dos principais grãos de verão (arroz, feijão 1ª safra, milho e soja) para a safra 2016/2017. Com a coordenação da Gerência de Planejamento da Instituição, o levantamento foi finalizado na semana de 22 a 26 de agosto, e contabiliza, para a próxima safra de verão no Rio Grande do Sul, uma produção de 29.105.276 toneladas, valor 2,20% maior do que os 28.477.369 colhidos no ano que passou.

 Os números obtidos de maneira preliminar pela Emater/RS-Ascar indicam que o Estado deverá ter pouca variação em relação à área a ser plantada com as principais culturas de verão, na comparação com a área semeada no ano anterior. A variação identificada foi de apenas +1,66%. Se considerado o total semeado com essas culturas, a área cultivada chega a 7,463 milhões de hectares no Estado.

Analisando-as individualmente, a variação foi de 0,64% na área do arroz, -1,39% do feijão 1ª safra, 8,93% no milho e 0,90% para a área da soja. Importante para a produção leiteira, o plantio de milho destinado à produção de silagem segue com aumento constante nos últimos anos, sendo que para esta safra é de 1,60%. "Nesse sentido, os números desse primeiro levantamento não mostram surpresas, uma vez que essas variações eram esperadas face à atual conjuntura", analisa o presidente da Emater/RS, Clair Kuhn.

Em relação à produtividade esperada para a safra de verão gaúcha, os dados foram apurados a partir das tendências apresentadas pelas médias municipais ao longo dos últimos dez anos. Para as lavouras de arroz se espera uma produtividade média de 7.635kg/ha, valor 8,37% maior, em relação ao obtido no ano passado; no feijão o percentual deve ser 10,30% menor do que o registrado na última safra, chegando a 1.337kg/ha; no milho a produtividade projetada, de 6.019kg/ha, também é menor do que a da safra 2015/2016, com variação negativa de 6,02%; a soja é outro grão que deverá ter menos produtividade, o primeiro levantamento aponta 2.869 kg/ha, o que representa -3,46% em relação ao obtido no ano anterior.

O presidente da Emater/RS destacou a importância do trabalho do agricultor para a economia e, sobretudo, para a manutenção da vida em sociedade. "Temos hoje números positivos, que indicam mais uma boa safra de grãos no Rio Grande do Sul, que quer dizer mais alimento nas mesas de todos nós e recursos financeiros para o Estado como um todo, mas principalmente para quem produz. Fato que devemos comemorar, pois é reflexo do trabalho da Extensão Rural que a Emater presta, levando tecnologias e informações que auxiliam nossos agricultores e produzirem melhor", comenta Kuhn.

De acordo com o secretário estadual do Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo, Tarcísio Minetto, se forem considerados somente a produção de grãos que a Emater/RS-Ascar projeta para a safra 2016/2017, o RS terá o ingresso de cerca de R$ 30 bilhões em sua economia. "As condições do clima são sempre um desafio para o sucesso das plantações, mas com tecnologia e informação temos conseguido manter, ao longo dos últimos anos, boas safras. Esperamos que a deste ano possa repetir também as anteriores, dinamizando todos os demais setores da economia gaúcha, como tem acontecido", comemora Minetto.





Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.







.

LIGUE E PARTICIPE

Copyright (c) 2018 - Rádio Difusora - Bagé RS - Contatos: (53) 3242 6471 - (53) 3241 2069 - WhatsApp: (53) 9 9901 8258