Política

Publicada em 13/07/16 às 15:46h
Parlamentares pedem redução do IPI para bebidas quentes

Rádio Difusora - Bagé RS


 (Foto: Renan Arais)
A redução do IPI para vinhos, espumantes, cachaças e licores foi pedida, na manhã desta quarta-feira,13 de julho, por parlamentares de várias regiões produtoras ao ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha. O ministro mostrou-se sensibilizado à solicitação e prometeu encaminhar o assunto para análise do Ministério da Fazenda.

Aprovada pelo Congresso, essa redução foi vetada por Dilma Rousseff, prejudicando o setor das bebidas quentes. A senadora Ana Amélia (PP-RS) ressaltou que baixar esse imposto é fundamental para evitar a queda nas vendas, o fechamento de pequenas indústrias e o desemprego no setor. O pedido é para que o IPI do vinho caia de 10% para 5% e da cachaça de 25% para 17%.

 O deputado Afonso Hamm, responsável por agendar a reunião, lembrou que a promessa feita na Festa da Uva pelo governo anterior, de redução do IPI, não foi cumprida.  

Além de parlamentares do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Minas Gerais, estiveram presentes lideranças do Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin), do Instituto Brasileiro da Cachaça (Ibrac) e da Associação Brasileira de Exportação e Importação de Alimentos e Bebidas.




-
Fan Page

Contatos: (53) 3242 6471 - (53) 3241 2069 - WhatsApp: (53) 9 9901 8258
Copyright (c) 2018 - Rádio Difusora - Bagé RS - Todos os direitos reservados